Home|Blog|Atuador Elétrico X Atuador Pneumático – Bongas Perguntas e Respostas

Atuador Elétrico X Atuador Pneumático – Bongas Perguntas e Respostas

Esclareça as dúvidas sobre quando é adequado usar atuador elétrico ou atuador pneumático

É preciso avaliar alguns elementos antes de decidir pela aplicação do  atuador elétrico ou do atuador pneumático para a automação de válvulas.

A opção por um atuador pneumático na atuação de válvulas parte do princípio que existe uma linha de distribuição de ar comprimido (compressor, filtro, tubulações, etc) presente na estrutura onde este conjunto será instalado. Fábricas e indústrias geralmente possuem um sistema de ar comprimido em suas instalações. O custo de um atuador pneumático é relativamente menor se comparado ao atuador elétrico, por se tratar também de um equipamento simples, sem parte elétrica ou eletrônica, mas totalmente movido pela força do ar comprimido. As situações mais corriqueiras no uso de pneumáticos normalmente são casos de substituições, manutenções e novas instalações em plantas já supridas por linhas de ar, caso contrário o investimento para instalação de um novo equipamento de compressão de ar tem um custo muito elevado.

Os atuadores elétricos por sua vez não necessitam de instalações específicas mas apenas da disponibilidade de uma rede elétrica. No caso de segmentos como, por exemplo, o Saneamento: estações de tratamento de água, nos sistemas de filtragem, decantação e distribuição; os atuadores elétricos são mais utilizados porque costumam ser instalados em lugares abertos e muitas vezes de difícil acesso e sem disponibilidade de alimentação de ar. Em outros tempos o atuador elétrico era mais comumente usado nos dutos de petróleo e gás e em plantas de grandes dimensões e dificilmente em médias e pequenas indústrias devido ao alto custo. Mas, os recentes aprimoramentos tecnológicos permitiram reverter esse fator com aumento expressivo de utilização dos atuadores elétricos nas indústrias em geral o que levou à redução do custo de produção reduzindo consequentemente o custo de aquisição. Recentemente o seu uso está se popularizando também nas médias e pequenas indústrias. Não podemos esquecer o custo elevado da infra- estrutura necessária para a instalação dos atuadores pneumáticos comparado ao menor custo de instalação dos atuadores elétricos.

Tendencialmente, a busca pelos atuadores elétricos tem aumentado devido diferença no custo ter diminuído comparado aos atuadores pneumáticos. Além disso, os atuadores elétricos têm evoluído para versões sempre mais completas, compactas e tecnológicas.

Outras diferenças básicas entre o atuador elétrico e o pneumático é o tempo de abertura e fechamento da válvula. O tempo de operação de um atuador pneumático é de alguns milissegundos, enquanto que um atuador elétrico costuma levar até 20 segundos para operação de fechamento/abertura. Atualmente existem modelos de atuadores elétricos que realizam essa operação com maior rapidez.

Os atuadores pneumáticos para desempenharem funções de controle ON/OFF ou modulante precisam de acessórios externos. Os atuadores pneumáticos para serem instalados em áreas cuja atmosfera seja explosiva é necessário que todos os seus acessórios sejam à prova de explosão. Em contrapartida, nos atuadores elétricos estes acessórios estão presentes internamente e nas versões EXD (à prova de explosão) são protegidos por invólucros à prova de explosão.

Tendencialmente, a busca pelos atuadores elétricos tem aumentado devido diferença no custo ter diminuído comparado aos atuadores pneumáticos. Além disso, os atuadores elétricos têm evoluído para versões sempre mais completas, compactas e tecnológicas.

2019-10-16T21:58:53+00:00

 

ESPECIALISTAS EM AUTOMAÇÃO DE VÁLVULAS

A MELHOR solução EM AUTOMAÇÃO com o MELHOR  custo-beneficio

SOLICITE MAIS informações