|, Todos os artigos do|Atuador elétrico: proteção e segurança

ATUADOR ELÉTRICO: PROTEÇÃO E SEGURANÇA

Nos Atuadores Elétricos o Grau de Proteção IP indica a capacidade de resistência à água, umidade, poeira e elementos sólidos em geral. A classe de Isolamento Térmico diz respeito à temperatura suportada. Além destas, alguns equipamentos também são à Prova de Explosão.

> Grau de proteção IP
> Classe de Isolamento térmico de um atuador elétrico
> Atuadores à prova de explosão

 

Grau de proteção IP

O Grau de Proteção IP (International Protection) é um padrão definido pela norma internacional IEC 60529 que classifica e avalia o nível de proteção de produtos eletrônicos contra intrusão (partes do corpo como mãos e dedos), poeira, contato acidental e água. Esse grau de proteção é avaliado através de 2 dígitos. O primeiro dígito, que vai de 0 à 6, diz respeito às partículas sólidas (poeira) e o segundo dígito, que vai de 0 à 9, corresponde ao meio líquido. O Grau de Proteção é expresso como nesses exemplos: IP 21, IP 65, IP 67. (Veja tabela anexa)

Classe de Isolamento térmico de um atuador elétrico

Na construção de um motor elétrico existe um conjunto de tratamentos dados aos enrolamentos que determinam o grau de resistência do material do motor às altas temperaturas. A esta variação no grau de proteção dá-se o nome de: Classe de Isolamento. Com o objetivo de evitar perdas de corrente e curtos-circuitos entre as fases, o enrolamento de um motor elétrico é impregnado com resinas especiais. Estas irão garantir, dependendo da qualidade da resina usada, o correto funcionamento de um motor elétrico até que uma determinada temperatura seja atingida. O parâmetro fundamental é o superaquecimento da temperatura, ou seja, DT.

Quanto maior a classe de isolamento do motor, maior será o superaquecimento ao qual o motor elétrico poderá resistir. As classes de isolamento de um motor elétrico são designadas por letras como descrito abaixo:

Classe E 120 °
Classe B 130 °
Classe F 155 °
Classe H 180 °
Classe C 220 °

Atuadores à prova de explosão

Para satisfazer os critérios exigidos e poder receber a classificação “À prova de explosão”, um equipamento deve ser dotado de um sistema resistente e vedado que seja capaz de conter qualquer combustão originada no seu interior, evitando que faíscas de dentro de seu invólucro incendeiem vapores, gases, poeira ou fibras presentes no ar que o circunda. Portanto, referindo-se a equipamentos elétricos, classificar um atuador como sendo à prova de explosão, não significa que ele é capaz de resistir a uma explosão externa, mas essa definição diz respeito a capacidade do seu invólucro resistir mecanicamente à pressão interior, sendo esta pressão resultante da ignição de uma faísca seguida de combustão e sucessiva explosão, impedindo assim que chamas se propaguem e causem danos ao ambiente externo onde o equipamento se encontra.

LEIA TAMBÉM

Atuador Elétrico: Principais aplicações industriais >>

Atuadores Elétricos: Produtos >>

Atuadores Elétricos IP67 e IP68 >>

TODOS OS GUIAS DE AUTOMAÇÃO

2019-06-10T12:35:33+00:00

 

ESPECIALISTAS EM AUTOMAÇÃO DE VÁLVULAS

A MELHOR solução EM AUTOMAÇÃO com o MELHOR  custo-beneficio

SOLICITE MAIS informações