|, Todos os artigos do|Atuador elétrico: princípios de funcionamento

ATUADOR ELÉTRICO: PRINCÍPIOS DE FUNCIONAMENTO

Atuador Elétrico, em última análise, é um motor elétrico e como tal, à partir da energia elétrica entrante produz a energia mecânica. O motor elétrico é composto de uma parte fixa   (estator) e uma giratória (rotor). Os motores podem ser de Corrente Alternada (AC) e de Corrente Direta (DC).

> Princípios de funcionamento dos Atuadores Elétricos
> Motores de corrente Interna Alternada (AC) e Corrente Direta (DC)

atuador pneumático

Princípios de funcionamento dos Atuadores Elétricos

O atuador elétrico é, em última análise, um motor elétrico que move ou controla um mecanismo ou sistema ao qual ele está incorporado. Os motores elétricos são máquinas que operam uma transformação energética onde, à partir da energia elétrica entrante é produzida a energia mecânica. Um motor elétrico rotativo é sempre composto de uma parte fixa/estática denominada estator, e de uma outra parte que gira em volta do seu próprio eixo denominada, rotor. Estes são comumente conhecidos como enrolamentos primários e  enrolamentos secundários, respectivamente. A tensão é aplicada ao conjunto do estator – o enrolamento primário – que resulta na indução do fluxo de corrente para o conjunto do rotor   – enrolamento secundário. A interação desses dois cria um campo magnético que resulta em movimento. Os atuadores elétricos podem ser de corrente interna alternada (AC) ou de corrente direta (DC).  Independentemente da tipologia do motor, o único princípio físico que está na base do seu funcionamento é:

“O aproveitamento da ação mecânica (força ou torque) produzida pela interação dos campos eletromagnéticos”.

De acordo com a ação mecânica exercida, o atuador elétrico pode ser ROTATIVO ou LINEAR. Os atuadores elétricos rotativos são os mais conhecidos e difusos no âmbito das aplicações industriais.

Motores de corrente Interna Alternada (AC) e Corrente Direta (DC)

Existem dois tipos de motores: motores AC, que geralmente se movem a uma velocidade constante; e motores DC, que se movem a velocidades variáveis. A velocidade de um motor CA é determinada pela frequência de tensão aplicada pelo número de polos magnéticos. Dentro do motor CA estão o conjunto do estator e o conjunto do rotor. Se o motor CA for um motor de indução, o rotor gira mais devagar que o campo do estator. Se for um motor síncrono, o rotor e o estator se movem em sincronização.

Nos motores de corrente contínua, motores DC,  o conjunto do rotor gira na tentativa de alinhar-se com o conjunto do estator, mas é impedido por uma peça conhecida como comutador. No momento preciso, o comutador liga o campo do rotor enquanto o conjunto do estator permanece estacionário. Isso fornece os meios para controlar a velocidade e o posicionamento.

TODOS OS GUIAS DE AUTOMAÇÃO

2019-07-08T18:01:26+00:00

 

ESPECIALISTAS EM AUTOMAÇÃO DE VÁLVULAS

A MELHOR solução EM AUTOMAÇÃO com o MELHOR  custo-beneficio

SOLICITE MAIS informações